ArcGIS/AutoCAD

Interação ArcGIS/AutoCAD – Parte 1

Será demonstrado neste tutorial a interação de 2 softwares (ArcGIS/AutoCAD) que será dividido em 2 partes. Sabemos que o ArcGIS é um software com grande potencialidade quando se trata de organização, representação e manipulação de dados, mas deixa um pouco a desejar na questão de vetorização. Portanto é mais prático utilizar o AutoCAD para realizar esse processo de vetorização e depois exportar os dados para o ArcGIS para trabalhar com o banco de dados.

Na primeira parte desse tutorial utilizaremos o software Autocad Map 2009.

Iniciaremos aprendendo a importar um arquivo Shapefile (shp) no Autocad. Para importar acesse o menu Map>tools>Import

Na nova janela, basta localizar a pasta onde se encontra o arquivo, selecionar o shape desejado e clicar em OK.

Ao clicar em ok, abrirá uma nova janela aonde iremos configurar para que o shape seja importado com seus atributos (dados/informações). Na Opção “Data” em Import properties for each layer imported clique em   ao lado de <None>. Em Attribute Data estará marcado a opção Do not import attribute data marque a opção Create object data e em seguida clique em Select Fields… A Janela Object Data Mapping é aonde seleciona os atributos que serão importados, desmarque apenas a opção FeatId, pois este dado é uma numeração que o ArcGIS utiliza para vincular os dados da tabela aos objetos e não será utilizado no AutoCAD.

Após estas etapas, basta clicar em ok até voltar a esta janela:

Note que na opção “Data” já apareceu a especificação da configuração que acabamos de realizar, um detalhe bastante importante é marcar a opção Import Polygons as Closed Polylines para importar apenas o perímetro dos polígonos.

Agora basta esperar os arquivos serem carregados. E a etapa de importação já foi realizada, caso os arquivos não apareça na tela, utilize o comando z(Zoom) <ENTER> e(Extents) <ENTER>.

Agora para conferir se realmente os dados vieram certos basta ativar a aba Properts e clicar em cima do objeto que se deseja saber as informações

Chegamos ao fim da primeira parte do nosso tutorial, espero ter colaborado para o aumento do conhecimento de vocês.

Amarildo Junior – Geoprocessamento/ IFG


Interação ArcGIS/AutoCAD – Parte 2

Na primeira parte do post Interação ArcGIS/AutoCAD foi demonstrado como importar um shape para ser manipulado no AutoCAD. Nesta segunda parte iremos fazer o processo inverso, converter arquivos manipulados no AutoCAD para o formato shape file.

Lembrando que esses arquivos que serão exportados podem ser arquivos já importados do ArcGIS como apresentado na primeira parte do post ou então desenhado diretamente no AutoCAD. Então vamos lá, partiremos do princípio que os dados já estão pronto para realizar a exportação.

A partir do menu Map>Tools>Export…

Abrirá uma janelá para escolher aonde o arquivo será salvo, e em qual extensão ele terá, no nosso caso iremos escolher o formato shp

Após escolher estes 3 itens destacados basta clicar em OK. Abrirá a janela EXPORT em que teremos que realizar alguns ajustes para que os dados sejam exportados corretamente com seus devidos atributos.

Na aba Selection selecionaremos em Object Type o formato Polygon, em Select Objects to Export deixaremos marcado a opção Select all 

Na Aba Data clique em Select Attribbutes…  para ser selecionado os respectivos atributos de interesse que se encontra em Object Data, após selecioná-los basta clicar em ok

Após clicar em OK, note que os Atributos que selecionamos aparecerão na janela na aba DATA

Agora acessando a Aba Options realizaremos o nosso ultimo ajuste, em Other no caso de polygons basta marcar a opção Treat closed polylines as polygons para ser exportado apenas os poligonos que estão fechados (closed). Ao clicar em OK a exportação será realizada.

Agora basta abrir o ArcGIS e adicionar o shape exportado.

Assim chegamos ao final do tutorial  Interação ArcGIS/AutoCAD. Espero ter compartilhado uma informação que acrescente algo a mais em suas ferramentas de trabalho. Como diz Marcelo Ito muito do que aprendemos encontramos na internet, não custa nada compartilhar um pouco nossos conhecimentos. Abraços até o próximo post.