ArcGIS

Ferramenta para Análise de Distâncias e direções a partir de feições ou células – ArcGIS

Acesse também nosso site GeoSenso


Transformação de um Vetor para Raster – ArcGIS 9.3

 

Visitem: www.geosenso.com


Site Geosenso – Geotecnologias

Pessoal é com toda satisfação que apresento à vocês o Site Geosenso (Geoprocessamento e Sensoriamenro Remoto – Geotecnologias)  que apresenta um Banco de Dados com arquivos em pdf com tutoriais, apostilas, apresentações, etc de Geoprocessamento. Vale a pena conferir.

Acesse o site clicando na imagem abaixo


Georreferenciar Imagem do Google Earth no ArcGIS

Abra o Google Earth, acesse o local que deseja salvar a imagem para ser georreferenciada.
Neste exemplo iremos utilizar uma imagem da cidade de Ceres – GO.
Após definir a área desejada no Google, aperte a tecla F11 para exibir a imagem na Tela Inteira
e Acesse: Arquivo>Salvar>Salvar imagem… e destine um local aonde será salvo a imagem.

Como a imagem do Google não tem referências, é necessário se obter informações georreferenciadas para servirem de base ao nosso georreferenciamento da imagem.
Neste exemplo iremos utilizar o shape do perímetro urbano da cidade de Ceres-GO e o shape da malha viária adquiridos no site do SIEG – Sistema Estadual de Estatística e Informações Geográficas de Goiás no endereço www.sieg.go.gov.br/
Enfim, após adquirir os dados necessários, abra o ArcGIS e adicione a imagem e os respectivos shapes.
Perceba que a imagem está totalmente deslocada em relação aos shapes.
Adicione a ferramenta Georeferencing clicando com o botão direito do mouse sobre
a barra de ferramentas do ArcGIS e acesse a ferramenta Georeferencing

Agora a partir da ferramenta Add Control Points iremos escolher na imagem pontos semelhantes aos shapes.
Comece dando um zoom to layer na imagem, acesse a Ferramenta Add Control Points e clique no local desejado que sejá levado a posição semelhante no shape.

Agora dê um zoom to layer no Shape e clique no local semelhante e perceba que a imagem já começou a ser deslocada.

Repetir esse procedimento com outros pontos distintos até conseguir uma precisão boa para o georreferenciamento.
Note que na imagem abaixo foi aplicado ao shape do perimetro uma transparencia de 50%
para facilitar o manuseio da operação.

Para verificar a precisão do georreferenciamento clique na ferramenta View Link Table

Para finalizar o georreferenciamento acesse:
Georeferencing>Update Georeferencing

Agora basta exportar a imagem como desejar.

Qualquer dúvida ou correção, entrem em contato.
e-mail: aro_junior@hotmail.com
Twitter @A_Juni0r


Conversão de arquivo DWG para KML

Iremos destacar neste tutorial como abrir um arquivo DWG no Arcgis e transformar este arquivo em SHP para ser possível transforma-lo em KML.

Iniciaremos adicionando o arquivo DWG no Arcgis (costumo utilizar arquivos salvos na versão 2004).

Para converter o arquivo dwg para shp, clique com o botão direito do mouse sobre lotes.dwg Polygon e acesse: Data>Export Data… destaquei a opção the data frame caso queira exportar um shape com atributos(tabelas) para ser usado no próprio ArcGIS deve-se utilizar esta opção, no nosso poderia utilizar a opção this layer’s source data pois iremos exportar este arquivo para KML e tanto faz estar com atributos ou não. Dando continuidade, em Output shapefile or feature class selecione a pasta aonde deseja salvar o arquivo e clique em Ok 

Aparecerá uma janela do arcmap perguntando se deseja que o arquivo exportado seja adicionado no layer que estamos que estamos utilizando, clique em SIM.

Agora que já temos o arquivo em shape abra o ArcToolbox para definir a projeção do arquivo e depois exporta-lo para Kml. Acesse: Data <Data Management Tools>Projections and Transformations> Define Projection

Na Janela “Define Projection” em Input Dataset or Feature Class selecione o shape que deseja definir a projeção, em Coordinate System escolha a projeção de sua preferência e clique em Ok

 Para converter o arquivo para Kml, acesse no ArcToolbox

Conversion Tools>To KML>Layer To KML

Na Janela Layer To KML em Layer selecione o shape a ser convertivo, em Output File busque a pasta que deseja salvar o arquivo, em Layer Output Scale digite 1 e clique em Ok.

 Pronto o arquivo foi convertido. Abra a pasta aonde salvou o arquivo kmz e o execute.

 Lembrando que existem programas que fazem esta conversão, mas resolvi apresentar este método que é bem simples de se fazer. Espero que tenham gostado.

Twitter @A_Juni0r

e-mail: aro_junior@hotmail.com

 


Construção de pirâmides para conjuntos de dados raster ArcGIS 9.3

Muitas vezes ao manipular arquivos raster deparamos com arquivos grandes que demoram ser processados. A construção de pirâmides para conjuntos de dados raster ajudará a melhorar a velocidade de exibição, lembrando que esta construção só é feita para dados raster que tem mais de 1024 pixels na linha ou coluna. Note uma simples ilustração de como ocorre a construção de pirâmides.

Agora que já tivemos um breve conhecimento do que ocorrerá, vamos abrir o ArcGIS e adicionar uma imagem adequada para execução da construção de pirâmides.

Abra o ArcToolbox e acesse Data Management Tools>Raster>Raster Properties e de um duplo clique em Build pyramids

 Na Janela Build Pyramids em Input Raster Data Set selecione a imagem desejada mantendo seu nome padrão e clique em Ok

 Aguarde a realização da construção de pirâmides e na sequência será apresentado o novo arquivo gerado

 Assim chegamos ao fim deste Tutorial.


Gerar Imagem NDVI no ArcGIS 9.3

Para gerar uma imagem de NDVI só é necessário a banda 3 e a banda 4 (LANDSAT), sendo respectivamente a banda do vermelho(V) e a banda do infra vermelho próximo(IVP).

Abra o ArcGIS adicione as imagens e acesse: Spatial Analyst > Raster Calculator …para abrir a ferramenta que realizará a operação entre as imagens.

 A equação a ser utilizada será: NDVI = (IVP – V) / (IVP+V)
que será aplicada diretamente sobre cada par de pixel nas bandas do vermelho e infravermelho próximo, produzindo um valor presente no intervalo [-1, 1]. Os valores próximos de 1 serão valores de pixel que se trata de vegetação, ou seja, quanto maior o valor do índice de vegetação maior será a presença de vegetação. Para realizar esta operação no ArcGIS, basta aplicar a equação(NDVI) no Raster Calculator conforme demonstrado na figura abaixo, e clicar em Evaluate.

 A nossa imagem de NDVI(Calculation) foi criada e está pronta para ser utilizada em estudos de índice de vegetação presente nesta determinada área de estudo.

 Chegamos ao fim do tutorial Gerar Imagem NDVI no ArcGIS 9.3.
Qualquer correção ou dúvidas entre em contato.